20/02/11

JOSÉ ILÍDIO TORRES




Não se consegue escrever sobre o amor quando se ama.
Tentar fazê-lo é falhar.
O amor é verdadeiro enquanto coisa dizível somente na ausência, na perda.
Poema que fale de amor experimentado é redutor,
porque o amor vivido não precisa de poemas que o digam. É.


Nunca mais

Nunca mais te verei sorrir, já decidi

Nunca mais te esperarei

Faltarei a todos os encontros que te prometi



Nunca mais o beijo

Nunca mais o afago

Sequer o ensejo de um braço-dado



Nunca mais a rua sem fim

Uma promessa de filhos

Dois anjos e um arlequim



Nunca mais o calor do teu corpo

O suor apertado dos espartilhos

Um tempo de amor num tempo morto



Só esta vontade de rasgar o peito

De não ter rumo, nem sorte

E ser o amor tão imperfeito como a morte.


 





VIVO PARA ESCREVER

Já não há volta a dar...
A escrita assumiu um papel muito importante na minha vida.
Esforço-me por escrever cada vez melhor, por planificar melhor aquilo que
 quero fazer, por divulgar a minha arte.
No outro dia perguntavam-me porque é que não me atiro a uma editora maior.
 A minha resposta foi que ainda não é o dia.
Quando for eu saberei, tal como soube o exacto dia de
 recomeçar a escrever após muitos anos sem o fazer.
E depois, sinto-me bem na Temas.
Dia após dia conquisto espaço nas letras.
Chegará o dia. Chegará.
 Garanto-vos com todas as forças e plena convicção.



«Os poemas não se servem frios»

O meu livro pode ser comprado pela net






11 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, boa noite!

Depois duma prolongada e forçada ausência

aqui estou de novo

a visitar os amigos.

Saudações minhas

Mario disse...

Gostei!
Uma boa semana.

Anita de Castro disse...

Viver para a escrita é uma boa forma de estar na vida
Gostei os meus parabéns

Chris disse...

Não sei se não se poderá escrever sobre o amor amando.
Olhando para Camões e para Florbela Espanca até poderemos estar de acordo mas olhando para Santa Teresa de Ávila ficamos com uma dúvida muito grande. Exalta o amor a Deus. É certo, mas amor é amor.
Gostei do poema embora não subscreva a forma de actuar.
Aprecio essa determinação de vencer e faço votos para que o consiga.
Um abraço

Chris Morris

Blue disse...

Para descrever o amor,
teríamos que deixar,
o coração escrever e falar!

Beijos

**Michelle M.** disse...

Adoreiii...

Uma ótima semana pra você.

Beijinhos!!!

EU disse...

Senti o que disse!!! Sucessos! :)

Secreta disse...

Poesias lindas :)

Lynce disse...

O amor é descritível? Presumo que não...
Gostei do post!
:)))

Anónimo disse...

Agradeço-te muito este post. Adorei a imagem. Muito apropriada.
Este poema que escrevi recentemente, faz parte de um próximo livro de poemas que editarei antes do verão.
Um abraço a todos os seguidores e leitores do teu blog.

José Ilídio Torres

lola disse...

http://img202.imageshack.us/i/buenasnochesf.gif/

buenas noches
precioso tu espacio

un beso muy fuerte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...