06/11/10

LUIS FERREIRA





Sente no ar,
Aquele beijo que te faz divagar...
Toque, suavidade na pele,
Fecha os olhos,
Deixa acontecer,
Nada importa, sente apenas...
Escuta no silêncio...
Entre paredes de betão, na selva da cidade...
Na loucura, encontra o teu espaço.
O sussurro trazido pela brisa,
De alguém distante,
Que te deixou e tem saudade.
Escreve, lê...
És tu apenas, sente o teu ser,
Em poemas, em palavras...
No tempo que pára,
Onde tudo acontece,
Onde tudo pode acontecer.
Vozes, sons, harmonia, música,
Baladas de encanto...
Rosas vermelhas no jardim,
Corações plantados...
Pétalas que se soltam,
Em lágrimas cor de sangue.
Reflexos de uma alma que vagueia,
Na imaginação que flutua ao vento...
Asas que cortam o céu...
Rasga o firmamento,
Beleza de quem sonha...
Sonho de quem sente.
Encantador aos olhos de quem ama,
Alegria de quem sabe viver...
Pureza em sentimentos de criança,
Sorrisos inocentes de quem brinca,
Corpos presentes no pecado na cama,
Desejos escondidos...
Que se libertam sem medo,
Ama, sente...
Abraça o céu,
Fecha os olhos e deixa-te levar.


Poema do meu 2º livro - "Rio de Sal"



Luis Ferreira



Tenho os meus olhos ofuscados por palavras que não se soltam,
nem caem nas lágrimas que se desprendem nos caudais de prata,
que deslizam na face fria… talvez tenha chegado o momento,
aquele último tempo, onde tudo parece acabar e nascer,
 onde o princípio e o fim caminham de mãos dadas,
esperando um enredo feliz.
 Talvez... seja tempo de abrir as minhas asas e voar…

 

3 comentários:

Manuela Sousa disse...

Sinto paz, uma calma tão grande, quando leio os poemas e ouço a música, que penso ser um toque de DEUS!...

Ana Gaúcha _Professora disse...

Mas q Maravilhaaaaaaaaaaaaa!!!!

Quem edita o livro?
A pessoa da Foto??

bjssssssssssss//

Colecionadora de Silêncios disse...

Maravilhoso poema!
Lindíssimo mesmo! Adorei!

Beijos :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...