10/10/10

LUIS LIMA






Os dois
seios
que te sei
...

São mil
ceias
para depois


... ...

Tomar-te
ébria
tonta

Beber mar
de ponta
a ponta


 



"... fala sómente, quando as tuas palavras
 forem mais doces que o silêncio..."

5 comentários:

Stephen Craig Rowe disse...

Dear Ceu, Beautiful poem and image. As ever be well

Anónimo disse...

Ciao Ti auguro una serena notte e un buon inizio di settimana, con amicizia, Vito M.

Anónimo disse...

E esses seios que ceias
qual alimento dos Deuses
pérolas de alquimia
qual fonte onde te alimentas
em suavidades de poesia
Angelina Andrade

Anónimo disse...

E porque este poema me inspira
………….
Serena-te em meu seio
Na ceia que te alimenta
Repousa sobre meu ventre
Depois de bebido o licor
Da sede que te atormenta
Angelina Andrade

Anónimo disse...

Gostei muito da frase : "...fala sómente, quando as tuas palavras forem mais doces que o silêncio..." embora por vezes seja muito complicado de praticar!

(Isabel Gabriel)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...