14/05/11

VIEIRA CALADO



Somos um arquivo bucólico de memórias,
o mote rústico duma estrofe repetida
ecoada pelos vales, plena de sabores e sal
que transportamos pela vida, dentro do sangue,
e entretemo-nos na presunção de que cresçam
dos nossos actos as ervas regeneradas
pela primavera das vidas que perpassam.
.
Conservamos imagens bolorentas, baços
retratos de antepassados que mal conhecemos
talvez na esperança de que os nossos filhos
guardem os nossos, ou os venerem
e evoquem outros rastos de outras vidas,
entendam a frágil angústia que foi a nossa.
.
Elas são o espelho de cópias degeneradas
iguais à paisagem que adivinhamos na história
dos que por aqui passaram deixando lembranças
de outros dramas ou alegrias passageiras
iguais às que se avizinham no tempo que passa
por cima do grande mar que desponta os sóis.



José Vieira Calado nasceu em Lagos,em 1938.
Estudou sucessivamente em Lagos, Portimão, Faro e Lisboa.

Em 1961 publicou o seu primeiro livro de poesia e, no
 ano seguinte, Os Sinais da Terra, que viria a ser proibido pela
 Censura/Pide.Esse episódio esteve na origem da sua partida para além Pirinéus.
Primeiro para Londres e depois para Paris, onde frequentou
 a Universidade de Vincennes. A seguir ao 25 de Abril, tendo
completado o curso, voltou a Portugal, para o ensino oficial e logo
publicou Poema para Hoje, que ficara na gaveta durante anos.
O autor tem feito inúmeras sessões de poesia e
 astronomia, em Escolas, Centros Culturais, Clubs recreativos e
 escreve regularmente para jornais.

Colaborou, entre outros, no jornal A Nossa Terra,
 Correio do Ribatejo, Alfa-Ghar, Jornal do Olhanense,
 Sueste, Jornal de Lagos, Maré Alta, e (presentemente) no Notícias de Lagos

Leccionou Astronomia no Centro de Estudos de Lagos,
vulgo Universidade da 3ª Idade.
Presentemente vive em Lagos.
escritor

5 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!
Foi uma grande e agradável surpresa
abrir o seu blog e ver transcrito um meu poema.

Muito agradecido.

Bem haja!

Bjjsss

Eu Meus Reflexos e Afins disse...

Vim conferir!
Adorei pq adoro ler
esse poeta.
Mas vejo que vou ficar pro aqui tambem.
Bjins entre sonhos e delírios

Mario disse...

É sempre um prazer visitar o teu blogue, porque as surpresas sucedem-se na descoberta de grandes valores poéticos....
Parabéns, mais uma vez, Céu!....

silvioafonso disse...

.

Quem eu gosto aqui ficou,
por que deixar o cavaco
longe do pau?

Estou te seguindo...

silvioafonso





.

Anita de Castro disse...

Devorando a poesia como hortencias devorando as brumas
Parabéns a Vieira Calado pela poesia
Roserinho a imagem e algo de extraordinario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...